Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Mulher: o homem não vive sem ela
por Içami Tiba

Viver até pode, mas a maioria dos homens depende delas para viver plenamente

Mulher é tão importante que, sem ela, ninguém teria nascido. Mas o machista poderia dizer que, sem o seu orgasmo, ela não engravidaria.

O gênero homem compreende o orgasmo como fonte de prazer imediato, mas reconhece que não tem comparação com toda uma gravidez (9 meses) e o parto (horas ou dias) da mulher.

Mulher dá início a uma família quando engravida. Antes, a mulher e o homem formavam um casal. Ela é tão valente que enfrenta o mundo para proteger o feto, mesmo que já não esteja mais com o homem.

Tão dedicada à gravidez que, se faltar cálcio em sua alimentação, ela tira de si mesma para dar ao feto. Ela pode se desnutrir, mas seu filhinho não.

De tanto amor, é capaz de ficar em repouso absoluto, de cama por meses a fio para não pôr seu já queridinho em risco.

Mágico momento é o parto, quando todas as violentas cólicas, o estafante esforço físico que é exigido, tudo desaparece quando a mulher recebe o seu recém-nascido nos braços e diz: ''Como você é lindo!''.

Máximo de atenção a mulher dá ao seu bebê, deixando de dormir para velar e zelar pelo soninho dele.

Com o seu leite jorrando a cada momento da mamada, não entrega os seus cuidados a ninguém, mesmo arrebentada de cansaço, numa dedicação sem igual.
 
O instinto feminino

Meiguinha, dengosa, carinhosa desde cedo, vai a menininha conseguindo tudo o que quer, derretendo o mais vetusto cidadão, enquanto vai transformando os ''nãos'' da mamãe em ''sins'' para o que ela quer.

Faz as lágrimas escorrerem quando delas precisa para que sua mãe, mesmo trabalhando, pegue-a no colo.

Menininha ainda e já quer sair com os pais. Dialoga, convence, seduz, inclina a cabecinha para o lado para exigir com um sorriso um brinquedo, tudo com belos argumentos, mas também defende e luta para satisfazer a própria vontade.

O pai pensa que ela está brigando com a mãe, quando elas estão conversando. Ambas falam e escutam ao mesmo tempo.

Muitas amigas para brincar em casa e tudo vira festa e algazarra, num atordoante vozerio, já comentando sobre os garotinhos, bonitinhos mas tão burrinhos que só tiram notas baixas, e tão bobinhos que não entendem o que elas querem.

Menstruação assusta, alegra, envergonha, entristece, faz a garotinha sentir-se ''a única no mundo'' no meio de tantas únicas.

As TPMs que judiam e que os garotos nem sabem que existem, os altos e baixos de alegrias e depressões que ninguém entende, e uma vontade de comer doces, mesmo que comece um regime em seguida.

Mocinha que já acorda diferente, se produz toda, veste cores berrantes e ousados decotes, solta os cabelos, fala alto, dá gargalhadas, se movimenta com muita sedução, chama a atenção de todos, com certeza está na ovulação, o período mais fértil do seu ciclo mensal.

Está atraindo biologicamente os machos para o acasalamento (instintivo, animal). Uma covardia, pois os machos, que vivem no cio, são facilmente atraídos.

É a força do estrogênio da mulher, buscando a testosterona do macho.

Matrimônio é o que a mulher quer, mesmo que queira se realizar profissionalmente.

Quer liberdade para suas ações, direitos iguais, cursos superiores completos, mas se desgasta, esgota, tem depressões e infartes masculinos, pois a mulher não abre mão do seu ''instinto materno''.

Ela conquistou mais um degrau, mas não tirou o pé do outro.

Maternagem domina a fêmea, e a mulher é mais mãe que esposa, enquanto o homem é mais macho do que pai.


Fonte: Revista Viva São Paulo
 


          

 Jantar Romântico no Dia dos Namorados
 Jantar do Dia dos Namorados
 Nonagenários voltam a se casar...
 Como escolher as bebidas para a Ceia de Ano Novo
 Traje a Rigor (Black Tie)

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Lista de Presentes


Calígrafos e Convites