Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Retalhos do amor de espíritos livres e despretensiosos

Como vai fazer um ano de nos falarmos pela primeira vez em nosso reencontro, e na última vez que estivemos juntos você perguntou sobre o nosso relacionamento.

Não sei se consegui explicar o passado e nem mesmo o presente.

Então busquei em vários autores (sou uma guardadora compulsiva de partes de leitura, músicas, poesias e etc.) e montei este artigo de retalhos:

- “ Menino do Rio , Calor que provoca arrepio”

- “Estavamos sentados numa mesa e tomando chope, era dia 21 de janeiro e chovia, quando me levantei para tirar o casaco e vi aqueles olhos verdes olhando para mim. Parei e não acreditei, aqueles olhos verdes eram penetrantes e firmes, e foi assim durante uns trinta minutos olhos nos olhos, até que nos aproximamos e nos apresentamos”.

- “A beleza interpunha diante de meus olhos uma espécie de lente opaca. Lente de luz que a dissimulava como um véu”.

- “Não vai me dar um abraço de boas vindas?”.

- “Gostaria de sair contigo para ouvir música, ir ao cinema, tomar sorvete, sentar num restaurante, diante do mar, olhar as coisas, olhar a vida, olhar o mundo despreocupadamente, e conversar sobre "nós" – esse "nós" clandestino, que se divide em "tu e eu" quando chega gente”.

- “A capacidade de perdoar não é um talento nato, é uma coisa que você desenvolve ao longo da vida. Quanto mais madura a pessoa é, mais capacidade ela tem de perdoar.
   As pessoas amadurecidas toleram mais, entendem mais o que é um relacionamento, o que pode esperar da outra pessoa”.

- “Ter filho é talvez a maior fonte de alegria, mas também é ser responsável, ah sim! Nisso sou rigorosa e pouco simpática, eu sei. Esse é o dilema fundamental numa sociedade que prega a liberalidade, o "divirta-se", o "cada um na sua", como num pré-apocalipse. Mais grave ainda num momento em que a honradez de figuras públicas (que deveriam ser nossos guias e modelos) é quase uma extravagância. Pais bonzinhos são tão danosos quanto pais indiferentes: o amor não se compra com presentes, nem permitindo tudo, nem fingindo não saber ou não querendo saber, muito menos desviando o olhar quando ele devia estar vigilante. Quem ama cuida: velho princípio inegável, incontornável e imortal, tantas vezes violado”.

- ”Maternidade domina a fêmea, e a mulher é mais mãe que esposa, enquanto o homem é mais macho do que pai”.

- “Quanto mais pesado o fardo, mais próxima da terra está nossa vida, e mais real e verdadeira ela é”,

- “A solidão é a sorte de todos os espirítos excepcionais”.

- “poucas são as mulheres dispostas a renunciar à própria sexualidade e aos próprios sentimentos. As viúvas estão aprendendo a deixar os mortos descansando em paz e a se ocuparem do que cabe aos vivos viver e ser feliz”.

- “a vida não admite estagnação nem inércia e pede de todos nós um compromisso permanente com a busca da felicidade”.

- “Existem as que não querem mais um amor para sempre, pois já passaram por isto e sabem que não é bem assim e que ninguém é de ninguém; que somos pessoas efêmeras que se encontram e dão certo por um tempo e um dia vão embora, mas podem ter um relacionamento sem criar compromissos e serem felizes também. Num relacionamento nada é condenável, ao contrário é sempre saudável e benéfico”.

- “Não vai me dar um abraço de boas vindas?”.

- “Chegaste... Me entregaste a mão, e me disseste, entre terna e comovida:
    - Ah! Meu amigo!
    nem tu compreenderás todo o bem que fizeste, agora que afinal posso seguir de novo”.

- “Mas logo me convenci de que diabólicas eram certamente as minhas hesitações, porque não podia ser mais justo, melhor, mais santo do que aquilo que eu estava provando e cuja  doçura crescia de momento a momento. Como uma pequena gota d’água infusa numa quantidade de vinho se perde inteira para tomar cor e sabor de vinho, como o ferro incandescente e afogueado se torna semelhante ao fogo perdendo sua forma primitiva, como o ar quando inundado pela luz do sol é transformado em máximo esplendor e em igual clareza, a ponto de não mais parecer iluminado porém ser a própria luz, assim eu me sentia morrer de terna liquefação...Enquanto, quase desvanecida, caía sobre o corpo ao qual me unira, compreendi num último sopro de vitalidade que a chama consiste em uma esplêndida claridade, em um insito vigor e em um ígneo ardor para queimar. Depois compreendi o abismo, e os abismos ulteriores que ele evocava”.

- “Um orgasmo dura, em média de 2 a 10 segundos e traz a sensação de um intenso prazer, seguido de uma sensação de relaxamento e arrebatamento íntimo, uma sensação de separação do mundo externo, chamada por Alfred Kinsey de "la douce mort"- uma doce morte”.

- “É preciso compreender que o relacionamento sexual é uma forma de aproximação de conhecimento entre duas pessoas e que não pode implicar em um compromisso”.

- ”Chega de temer, chorar, sofrer, sorrir, se dar e se perder e se achar é tudo aquilo que é viver, eu quero mais é me abrir e que essa vida entre assim
    como se fosse o sol desvirginando a madrugada, quero sentir a dor desta manhã”.

- “No seu corpo meu momento é mais perfeito e eu sinto no seu peito o meu coração bater
    e no meio desse abraço é que eu me amasso e me entrego pra você”.


- “O que será que me dá
    Que me bole por dentro, será que me dá
    Que brota à flor da pele, será que me dá
  
    Que será que me dá   
    Que me queima por dentro, será que me dá
    Que me perturba o sono, será que me dá
    Que todos os tremores me vêm agitar
    Que todos os ardores me vêm atiçar
    Que todos os suores me vêm encharcar
    Que todos os meus nervos estão a rogar
    Que todos os meus órgãos estão a clamar
    E uma aflição medonha me faz implorar
    O que não tem vergonha, nem nunca terá
    O que não tem governo, nem nunca terá
    O que não tem juízo”.

- “É interessante tomar como referência a forma de relacionamento habitualmente desenvolvida pelos casais jovens. Há muito menos restrições à sexualidade e uma proposta de igualdade de direitos e deveres. As moças não temem o sexo, não ficam esperando que os rapazes paguem suas contas nem que as tratem como frágeis bibelôs, embora consideração, respeito e educação que inclui abrir portas e oferecer o braço ainda façam parte de uma saudável expectativa”.

- “Com tudo o que conquistaram, é inacreditável que muitíssimas mulheres, em pleno século XXI, ainda esperem por um príncipe encantado. Quando o encontram, na maioria das vezes, ele vira sapo”.

- “Se tivéssemos que dar uma receita genérica, o que não é fácil, ela seria mais ou menos assim:
1) Leve ao fogo o saber ancestral, as regras de quem já pensou sobre relacionamento e consegue ser feliz dentro dele.
2) Acrescente aos poucos a noção de que uma escolha pessoal é apenas o início de uma trilha a ser construída no dia-a-dia.
3) Misture boas colheradas de respeito pelo seu prazer e uma xícara cheia de respeito pelo prazer do outro.
4) Pronta a massa abra um espaço para a sua individualidade.
5) Acrescente temperos que ambos apreciem.
6) Saboreie.

Ah! E que seja eterno enquanto dure...”

- “O que te posso dar é mais que tudo
    o que perdi: dou-te os meus ganhos.
    A maturidade que consegue rir
    quando em outros tempos choraria,
    busca te agradar
    quando antigamente quereria
    apenas ser amada”.

- “A sexualidade influencia pensamentos, sentimentos, ações, interações e, portanto, a saúde física e mental. Se saúde é um direito humano fundamental, a saúde sexual deveria ser considerada como um direito humano básico."

 

- “Eu ja não sei se eu tô misturando..
   Ah eu perco o sono...
   Lembrando em cada riso teu qualquer bobeira...”.

- “Mas ficou tudo fora do lugar
   Café sem açucar, dança sem par
   Você podia ao menos me contar
   Uma estória romântica”.

- “O prazer de estar junto e compartir parcerias. .. feito de delicadeza. Afinal, os corações não envelhecem nunca”.

- ”Diante destas possibilidades, é preciso redesenhar esta estação da vida com novas cores. Erigir outra bandeira que não seja a da renúncia. Descobrir os valores... a importância das pequenas coisas, aparentemente insignificantes. Os momentos de contemplação e de companheirismo”.

- “Teus sinais
   Me confundem da cabeça aos pés
   Mas por dentro eu te devoro”.

- “Hoje, velhos são somente aqueles que se degradam física ou mentalmente, tornando-se dependentes. Ou, como define com humor, uma amiga: são os que não precisam mais de médicos. Mas de "restauradores".

- “Elas tecem longos bordados
   Mil quarentenas
   E quando eles voltam sedentos
   Querem arrancar violentos
   Carícias plenas
   Obscenas”.

- “um recado importante consiste na afirmação categórica de que existe sexo saudável e de muito boa qualidade depois da menopausa ou qualquer idade. Apenas é preciso que se dê atenção às oportunidades”.

- “O tempo, como canta o poeta, transforma as formas do viver. Por vezes, com voz inaudível e deformada pela passagem dos anos, os amantes de outono se falam deste tempo em que, com olhar distanciado, podem deixar vir a si todas as coisas. Inclusive as do coração. "A partir deste limite, seu ticket não é mais válido" ? Erro. Aceitar as perdas substituindo-as por alegrias, tentar se libertar do passado para viver o presente ou preservar uma maneira de amar e de criar dão nova dimensão a esta fase da vida. E fase que tende a se prolongar. Os resultados da pesquisa com genoma estão ai para nos deixar mais longevos. Para nos dar mais gás e incentivar a organizar um outro momento”.

- “Me dá
   Só um dia
   E eu faço desatar
   A minha fantasia
   Só um Belo dia
   Pois se jura, se esconjura
   Se ama e se tortura
   Se tritura, se atura e se cura
   A dor
   Na orgia
   Da luz do dia
   É só”.

- “Uma novidade apresentada pela escritora norte-americana Barbara Ehrenreich, autora do livro Nickle-and-Dimed: Surviving in Low-Wage America, para a próxima década é o monossexualismo, pessoas que vivem sem se relacionar sexualmente com outras. Novas tecnologias de reprodução garantem às mulheres a possibilidade de engravidar sem a necessidade de se relacionarem com homens. E os homens “monossexuais”, acredite, não foram esquecidos. Uma nova técnica, chamada “intracytoplasmic sperm injection”, consegue fazer um óvulo congelado ser fertilizado. Mas o prazer não será esquecido. O sexo por computador vai se aproximar cada vez mais da sensação proporcionada pela maneira tradicional”.

- “Não somos o que queríamos ser
   Somos um breve pulsar
   Em um silêncio antigo
   Com a idade do céu”. 


Retalhos dos Autores: Luiz Cuschnir - Luiz Alberto Py -  Arthur Schopenhauer - Isabel Vasconcellos - Mary Del Priore - A. Casanova -  Lya Luft - Içami Tiba - JG de Araujo Jorge - Roberto Carlos - Gonzaguinha -  Anette Lewin - Milan Kundera - Paulinho Moska -
Chico Buarque - Caetano Veloso - Cazuza - Umberto Eco.

Produzida por colaboradora do C&Cia.



          

 Conselho de um Velho Apaixonado
 Relacionamento Amoroso
 Canção dos Homens
 Canção das Mulheres
 Caviar - como servir

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Anuncie no C&Cia

Calígrafos e Convites

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Lista de Presentes