Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Amor Patológico

Achei essa matéria muito importante, por isso resolvi trazê-la para as leitoras do C&Cia.

É realmente impossível não sentir uma pontinha de ciúmes do parceiro (a). Mas até que ponto isso é saudável?

Estudos comprovaram que esse “mal” atinge em sua maioria, as mulheres, mas é importante salientar que não é uma quadro exclusivo delas, muitos homens procuram ajuda em consultórios especializados e que trazem excelentes resultados.

O amor patológico geralmente atinge pessoas que possuem uma baixa auto-estima, sentimentos de raiva, abandono e rejeição.

Ele aparece no momento em que há um misto de rejeição e insegurança, posse e castigo, carência e ciúme, vingança e desespero, quando o amor deixa de ser prazeroso e passa então a restringir sufocar o companheiro (a), transformando assim a união em obsessão e sofrimento.

O primeiro desafio nesses casos é vencer a obsessão, que em sua maioria só é conseguida através de tratamento especializado.

“É possível passar por cima do amor patológico. Não há receita pronta para lidar com o amor, mas um médico pode ensinar a encarar com naturalidade essa crise sentimental”. Dr. Judith

O ideal mesmo é não sofrer desse mal, afinal amar é tão bom, tão importante para a nossa vida. Devemos acreditar que somos capazes de viver um amor real e que para isso precisamos ser cautelosos quanto ao termo “posse”... A conquista deve ser uma constante em nossa vida!

Matéria enviada ao C&Cia pela colaboradora  Beka . Um abraço



          

 Conselho de um Velho Apaixonado
 Relacionamento Amoroso
 Canção dos Homens
 Canção das Mulheres
 Caviar - como servir

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Calígrafos e Convites

Lista de Presentes

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia