Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Contraceptivos

Os principais metodos contraceptivos para sua informação.

Pílula Anticoncepcional

O contraceptivo feminino mais comum, é a pílula anticoncepcional, que, quando ingerida provoca reações químicas que atuam no organismo da mulher, impedindo a gravidez. Por seu caráter eventualmente nocivo ao organismo feminino, só deve ser utilizada com indicação médica. A pílula feminina é apresentada em diferentes fórmulas químicas e efeitos colaterais que deverão ser observados, para melhor conforto e segurança.


O DIU, Dispositivo Intra-Uterino

É um acessório ( artefato ) que é colocado dentro do útero feminino e impede a concepção ( gravidez ) , com sua ação de invasor e através das reações que o mesmo provoca, também só pode ser utilizado por mulheres com indicação médica, sua aplicação/instalação exige conhecimento médico e deve ser feito somente por profissionais habilitados.

 

Diafragma

O diafragma é um anel flexível revestido por capa de borracha ou de silicone que deve ser colocada na vagina pela mulher antes de cada relação sexual, de tal modo que obstrua a entrada (colo) do útero.

É um método de barreira, pois, da mesma forma que a camisinha, este método impede que os espermatozóides atinjam o útero, impedindo a fertilização do óvulo, mas é reutilizável.

A utilização do diafragma requer muita disciplina da mulher: primeiramente deve-se procurar um médico para que ele indique o tamanho correto e também para observar se não há perfurações ou rachaduras.

Após ter em mãos o diafragma certo é preciso cuidar para que ele dê a proteção esperada:
1) usar sempre espermicida;
2) colocá-lo (com espermicida) 15 a 30 minutos antes da relação;
3) retirá-lo 6 a 8 horas após a relação sexual;
4) não realizar ducha vaginal após o ato sexual;
5) após tirar o diafragma, lavá-lo com água e sabão neutro, enxaguar, secar e guardar no estojo.

Mulheres que usam o diafragma podem ter irritação vaginal, reação alérgica, dor na relação ou infecção urinária. No entanto ele protege contra doenças do colo uterino, não interfere no ciclo menstrual e não diminui o prazer sexual.

Quem tem alergia a borracha ou espermicida, que tem bebê recém-nascido (com menos de 8 semanas) ou que não gosta de tocar em seus genitais não deve usar o diafragma como método anticoncepcional.


Dispositivos subcutâneos/adesivos e injeção anticoncepcional

Nos dias de hoje existem diversos dispositivos e substâncias que podem ser ministradas de uma só vez ( injetadas ) ou através de dispositivos de longa duração ( subcutâneos  ou adesivos ) que modificam ou suspendem o ciclo ovulatório da mulher e impedem a concepção de quem os utiliza.
 

Pílula do dia seguinte

Existem remédios que impedem a continuidade da gravidez em seus primeiros momentos ou dias, como são considerados abortivos ( interruptores de gravidez ) seu uso envolve o máximo de cautela e ou  indicação médica. Além da atenção e cuidados no uso, considera-se importante que sejam analisados aspectos  de caráter; legal, ético, moral e religiosos. Só devem ser recomendados com a avaliação das conseqüências psicológicas concluídas por profissionais habilitados.

Descubra qual delas preenche suas necessidades e não esqueça: Sexo seguro sempre!

Artigo enviado por colaboradora do C&Cia



          

 Conselho de um Velho Apaixonado
 Relacionamento Amoroso
 Canção dos Homens
 Canção das Mulheres
 Caviar - como servir

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Anuncie no C&Cia

Calígrafos e Convites

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia


Lista de Presentes