Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Padrinho via amizade colorida

Moro no exterior, e venho ao Brasil duas vezes ao ano e não vejo sempre a minha família toda, ou seja, não consigo nunca entender e compreender tudo o que acontece por aqui.

Fomos convidados eu e meu marido para sermos padrinhos de casamento de uma sobrinha, ficamos contentes e felizes e aceitamos o convite.

Nos informaram que os padrinhos seriamos nós e a irmã mais velha da noiva junto com o tão falado “eterno namorado” (de mais de cinco anos, de tantas separações e muitas voltas), seríamos os padrinhos do cerimonial religioso.

Chegamos à igreja e nos encaminhamos ao altar principal, após passar pelo crivo do pessoal de organização do cerimonial, ficamos aguardando a minha sobrinha que seria madrinha conosco.

Ela chegou maravilhosa como sempre foi e risonha, veio até nós para nos cumprimentar com abraços e muita saudade e nada do “ dublé “ de consorte e padrinho misterioso.

Não vimos quem a acompanhava e que também não veio ao nosso encontro.

De repente começa a música de entrada da noiva e uma pessoa que eu já tinha visto antes atrás de nós, chegou e de forma acintosa tomou o lugar ao meu lado e da minha sobrinha, estranhei aquela presença inesperada e desconhecida se intrometendo e,

A curiosidade foi maior que tudo e perguntei de forma autoritária e nada amigável.

- E você quem é?

Ele respondeu:

- Sou o João Antonio, o namorado de sua sobrinha e padrinho dos noivos!.

Eu queria morrer de vergonha, porque essa coisa de casal de amizade colorida “namorando eternamente” e morando cada um na sua casa eu só conhecia de contarem, e nunca soube que já eram convidados para padrinhos e como  só tinha visto eles juntos uns três anos antes, uma única vez,  não o tinha reconhecido.

Realmente não teve clima para desculpas serem ditas, me apresentei novamente e disse que era um prazer conhecê-lo.

Nunca fui perdoada pela minha sobrinha que ainda guarda uma mágoa desta minha falta de reconhecimento de casais “não casados”,  então recomendo a todos que se mantenham mais abertos e menos preconceituosos,  para que não cometam essa minha horrorosa gafe .

 

Lia Marcondes


>
          

 A Música do Bolo de Casamento
 Noivo Sonhador
 Quem era a noiva? Quem era o noivo?
 Quando um “ex” é melhor amigo do noivo
 Roupas iguais de convidados em Casamento

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Lista de Presentes

Anuncie no C&Cia

Calígrafos e Convites

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia


Anuncie no C&Cia