Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
História de Tarcila e Fred

Conheci meu marido 2002, 8 anos atrás, numa aula de direito penal. Cursávamos direito e tínhamos um amigo em comum...

De cara achei ele legal, mas nada nele me atraiu, somente era um bom colega para conversar e matar o tempo na faculdade.

Ao longo da faculdade fizemos algumas matérias juntos, sempre nos falamos, mas nunca fomos muito íntimos.

Em dezembro de 2004, por acaso, nos cruzamos numa boate na cidade onde vivemos. Como sempre, parei para falar com ele, cumprimentar como qualquer outra pessoa. Ele, por sua vez, ficou estático na minha frente, com cara de interrogação.

O motivo? Eu chupava um pirulito e ele achou aquilo a coisa mais estranha... Como eu já tinha tomado algumas caipirinhas... ofereci o pirulito para ele, e ele ao invés de aceitar me deu um beijo!

Eu não queria nada com ele e fugi de lá com uma amiga.

Em janeiro de 2005, retornei nessa mesma boate com uns amigos e encontrei com ele na porta. Fiquei completamente sem graça, mas mesmo assim o cumprimentei educadamente. Nos falamos de maneira rápida e depois entrei, achando que não o veria lá dentro.

Já na boate, ele veio puxar assunto... com segundas intenções, claro! Eu não tinha nada em vista, dei corda... acabamos ficando juntos. Como eu estava sem meu carro, ele me ofereceu uma carona, conversamos muito mas não pediu meu telefone!

Nessa época era o começo do Orkut e eu, curiosa, resolvi procurá-lo na rede social. Encontrei e o adicionei.

Conversamos virtualmente até trocarmos msn. Como trabalhávamos próximos, ele se ofereceu para voltar do centro do Rio para Niterói comigo, e eu aceitei.

Faltavam poucos dias para o carnaval de 2005, eu estava com viagem programada com mais 10 amigas para Ouro Preto e não queria me comprometer, fui levando na brincadeira.

Nas vésperas de eu viajar comentei que iria passar carnaval em Ouro Preto. Qual não foi a minha surpresa quando ele disse que estava indo para lá também, com mais um grupo de amigos!!!

Nós cruzamos somente 2 vezes durante o carnaval, e logicamente ficamos juntos. Mas carnaval é farra e ninguém é de ninguém...

Quando retornamos a realidade pós carnavalesca, ele me chamou para acompanhá-lo a um show do Barão Vermelho que seria dia 19 de fevereiro, exatos 10 dias depois da folia, e eu aceitei.

Nesse show ele me perguntou se queria namorar com ele. Eu logicamente disse... NÃO!

Não tinha a menor intenção de me prender pois acabava de sair de uma relação complicada e ele também havia terminado um namoro muito longo. Não iria dar certo então não queria me envolver.

Ele disse, pretencioso: "Aposto que você vai namorar comigo em 1 semana."

E eu respondi "Só se você correr muito atrás!"

Isso foi na noite de sábado. Na quarta feira seguinte, ele ganhou a aposta. Aliás, me ganhou de aposta!

Com apenas 1 mês de namoro ele tatuou meu nome no braço, com menos de 2 ficamos noivos.

Demoramos a viver juntos por questões econômicas, mas já moramos juntos há quase 2 anos e agora, em novembro 2010, vamos oficializar nosso estado civil de marido e mulher...

Pois é, já se foram quase 6 anos juntos e apaixonados!

História enviada por Tarcila.


          

 História de Dani & Leo
 Um Casamento que teve início nas mensagens da Internet
 Um anjo em minha vida
 A Historia de Anne e Sergio
 A história de Flavia e Felipe

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Calígrafos e Convites

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia


Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Lista de Presentes